Amiga

.
.

(imagem retirada da Internet).

.

Perguntas-me a medo se também existe em mim o vazio… Percebo no que as palavras escondem que hoje precisas de uma ponte. Sorrio-te num misto de amor e lamento. Não te posso contar que acabei de chegar da morte e que aos pilares mais fortes da vida me prendo por um fio de seda. Teríamos para isso de percorrer o deserto, despidas das máscaras e de tudo o que nos faz comuns aos olhos dos que respiram mas não vivem. Deixaríamos de ser corpos para nos vestirmos alma. Retrocederíamos no tempo, ao tempo das meninas que desvendavam o amor e os homens e em sussurros dividiam alegrias e medos com olhos brilhantes e corações contraídos de emoção e incerteza.

.

Sinto-te tão perto de mim agora, como se nunca tivesse existido idade nem chão. Talvez por ver que lutas para que o sorriso não se deixe adormecer no cansaço da vida. Minha querida!... Não deixes que as sombras da noite te destruam os sonhos. Não te quero ver assim tão triste. Ergue-te. Como o vento não temos destino nem conhecemos o caminho. Coragem, voa. Não sabes que quando perdemos as asas ficamos mais pequenas? Portanto faz, realiza (te). Escolhe. Ouve o teu coração. Dança apenas porque sim. Afinal, o que seria de nós se não fossemos um pouco loucas?

.

.


3 comentários:

Janine Bettencourt disse...

Não me lembro de ter lido este teu lindo texto e agora encaixa perfeitamente...
Em mim não existe mais que a simplicidade, o assumir dos desejos mais intímos que ninguém ousa admitir. Eu ouso e por isso considero-me mais feliz e desde que tenho oportunidade de extravazer a minha ousadia sinto-me mais pura.
O que não nos mata torna-nos mais fortes, certo?

Quando precisei das tuas palavras estavas lá, o meu pilar. Sabia que te podia procurar, ia-me sentir melhor depois. Revitalizada.
Quando me perco em devaneios a dor passa um pouco, consegues explicar-me porque volta ela quando estou sozinha?!

Crystal disse...

Estava, estou e estarei. Sempre! E volta porque ainda não te convenceste que nunca estás só.Simplesmente porque é impossível que quem te conhece te largue. Um dia vais perceber que sim.Estou certa disso.

Beijo com toda a ternura do mundo

Janine Bettencourt disse...

Não há mais o que dizer senão: obrigada ;)

 
©2009 Amêndoa Amarga | by TNB