Deserto

.


Espera
não vás ainda
que culpa temos se não nascem as palavras?
Nunca venceremos o deserto
os silêncios gélidos
ferem de morte os oásis por nascer
mas não vás agora
senta-te ao meu lado outro instante
embalemo-nos no silêncio cúmplice
de estranhos que sempre seremos

11 comentários:

Jorge Bicho disse...

Gostei de conhecer este teu cantinho.
adoro sítios simples com espaço para me demorar.
JB

Pinipom disse...

lindas palavras...

também me revi nelas ...

há palavras... há escritos..´há poemas que nos fazem sentir um bocadinho na pele de outro... é a grande mágia das palavras...dos sentimentos...que unem mundos...

beijo solto!

Lira

ps: tenho novo post quando quiseres aparece, é sempre bom ter boas visitas!

Janine Bettencourt disse...

Eu prometo que não vou, não agora que voltei...
Prometo que não te deixo sem o meu canto de esperança, mas de dor profunda também...
Prometo que voltarei para me embalar nas tuas palavras escritas em papel de arroz...
Lamento quando tenho de partir sem avisar, mas os dias são curtos e a existência passa depressa demais...
Mas, prometo um dia ficar, sem contar o tempo e permanecerei para me extasiar nas amarguras da tua amêndoa descascada!
Porque te adoro,
Jana

* hemisfério norte disse...

espera,
fica

e quebrarás o gélido

depois o silêncio fica com cor

a.

M disse...

abordar o deserto não é de forma alguma encontrar um oásis..

abordar o deserto é fazer de uma fonte a nossa religião..

M disse...

hoje é dia 5.
devia haver um post especial, não me lembro porquê

:)))))))))))))))))))))))))))))))

LIIIIIIIIINDDDDDDDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.

MUITAS FELICIDADES!!!!!!!!

Frederico Almada disse...

Crystal!
Hoje apenas te deixo um beijo de parabéns.

Eric All

joão marinheiro disse...

Um abraço e um beijo de parabens hoje...

jorge vicente disse...

mas que poema belíssimo. e sinto-me triste. in blue.

um abraço
jorge vicente

Laura disse...

Linda imagem cheia de palavras...

mundo azul disse...

...quem dera deixar de ser estranho! É tão simples...Basta deixar falar o coração! Mas, o que parece tão simples, por vezes nos custa muito...

O seu poema é tão verdadeiro e belo! Senti-o no meu coração...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

 
©2009 Amêndoa Amarga | by TNB