Já fui tarde …

.
.

Perdoa-me

mas não fui a tempo

A chuva já escorria sobre os meus ombros

quando me avisaste

que não haveria verão

para me enxugar os cabelos…

Um só momento e fez-se tarde

para apagar de mim o conforto

do teu abraço…





.

.Perdoa-me meu amor

pois já não há tempo

de apagar de mim os teus passos


2 comentários:

Espaço Aberto disse...

É com imenso prazer que chegamos até a sua casa e convidamos você a fazer parte do Espaço Aberto – Um blog para todos! Lá você em breve encontrará proposta para postagens coletivas (Tem uma ótima que já está pronta para ir ao ar!), sorteio de brindes, entrevistas, publicações dos mais diversos assuntos, enfim você não pode ficar de fora. Venha participar!

quanto pesa o vento? disse...

perfeito!
tão limpida a tua escrita.

gostei muito.
abraço.

 
©2009 Amêndoa Amarga | by TNB