Ponto final, parágrafo.

Respondi ao chamamento da fome
e da saudade dos dias felizes
Mergulho hoje
no abraço desconhecido
do amanhã
Futuro à deriva
em pequenos passos
de audácia
e fé

O reabrir da janela
será ar
Verão
ocasião
e recomeço

A coragem
dilui a amargura
das décadas que ficam
no rodar da chave
pela ultima vez
Abraços fortes
de quem vai
mas que na verdade

não chega a partir
Sentires que nunca esquecem
emoções
que valem a vida

Caiem as lágrimas
e a grade que desce
como pano de palco
em fim de acto
hoje tem sabor a medo
e a liberdade

Quebra-se assim
o cómodo círculo
real
e o sonho
ganha asas...


O futuro vai ter que crescer
(outra vez)
nas minhas mãos



.

Recomeçar

"Recomeça...

Se puderes,

E os passos que deres,

Nesse caminho duro do futuro,

Dá-os em liberdade

Enquanto não alcances,

Não descanses.

De nenhum fruto queiras só metade."

Miguel Torga

7 comentários:

Violeta disse...

deixa-o crescer então...

que ele consiga fazer de ti mais especial e mais bela =D

beijo grande...

neia

Anónimo disse...

- É à noite que é belo acreditar na Luz (Rostand , Edmond)
- Como a nossa confiança, assim é a nossa capacidade(Hazlitt , William)
- Usa a capacidade que tens. A floresta ficaria mais silenciosa se só o melhor pássaro cantasse(Dyke , Henry)

Laura disse...

Lindo...

Lyra disse...

Olá, venho desejar uma Boa Páscoa, replecta de amêndoas e boa disposição.

Beijinhos e até breve.

Lyra
;O)

Cruztáceo disse...

ora nem mais!

Lúcia Machado disse...

Olá :)

Obrigada pela visita e fico feliz que tenha gostado do que escrevi :)

Afinal somos umas previligiadas ;)
Tudo serve para o nosso "crescimento" pessoal como emocional :)

Bom fim-de-semana

Rach disse...

Tão bonito...mesmo!

 
©2009 Amêndoa Amarga | by TNB