Luz

O negro das trevas devorava de mágoas a cidade fantasma quando viajante sem destino nasceste e de mim te acercaste sem roteiro e sem ruído, abatendo gigantes e sombras, semeando verde e luz. Em mim amanheceste nos gestos e perpetuaste-te no riso e no respirar. Resistente na eternidade do meu mundo, assim te fazes imortal…
.
.
.

.

.
És imortal
no sentir selvagem
do teu desejo que me extingue
e no repouso,
placidez suave
dos teus braços tão meus
onde me perco
para me encontrar
como em mais lado nenhum
do universo.

.

(Obrigada)

.

7 comentários:

Vieira Calado disse...

Parece que sim...
Só nos encontramos aqui.

Desejo-lhe um bom fim de semana.

Anónimo disse...

Nunca tinha visto a luz nessa perspectiva. Sempre dei como certo, que a luz(sol) quando surge (nasce) é para todos, sem perspectivar o que ela faz a cada ser. Esta diferença de ver o mundo, feita palavra, é o que distingue os seres comuns, dos poetas.
Os poetas fazem de cada acontecimento, um poema e de cada poema, um acontecimento, para nosso deleite.
(Bem haja)

tulipa disse...

Olá Crystal

LUZ...

Luz é o que irradio desde sexta-feira; sabes porquê?

Pois é...
sinto-me assim como quem cumpriu a sua missão - dever cumprido!!!

Nunca fiz nenhuma exposição e...
achava um bicho de sete cabeças montar a exposição, no entanto, foi maravilhoso, começar a ver o efeito dos quadros nas paredes...
uma sensação indescritível.

Dormi apenas 3h nessa noite, deitei-me às 6h da manhã para me levantar às 9h da manhã...
Mas...sentia-me tão leve!!!
Tão serena!!!
É verdade...

Acreditas que cada vez que vejo as minhas 600 fotos da Índia, fico sempre com a sensação que por muito que se fotografe não se consegue captar toda a sua essência, toda a sua beleza?

Eu tive o privilégio de conhecer esse mundo maravilhoso.

Bom fim de semana, molhado...mas que seja Feliz.

tulipa disse...

Anuncio e faço o convite para a minha exposição no blog:
http://momentos-perfeitos.blogspot.com/

Lógico que entendo não ser possível todas as pessoas a quem participo, estarem presentes, principalmente quem vive em Aveiro, no entanto gostaria que visses o convite, pois escolhi a melhor foto da exposição para o fazer.

Bom domingo.
Abracinhos.

M. disse...

"és imortal no sentir selvagem
do teu desejo que me extingue.."


lindo. um sentir agora imortalizado também pela tua mão.

de escritora das almas em ascensão.

beijo

Laura disse...

Lindo, é tudo o que posso dizer.

Lúcia Machado disse...

Perco-me nas tuas palavras feitas poema :)

Gostei mt dos ultimos que li... :)
Beijinho e felicidades

 
©2009 Amêndoa Amarga | by TNB