Silêncio

Caminho descalça sob o teu corpo porque és o meu chão…


E hoje não digo nada

Apenas sinto!

12 comentários:

su disse...

Porque gostamos de caminhar nos céus que amamos em vez de o fazer na terra que nos recebe, sem contestar?! Mesmo que esta seja o leito original de ambos os amantes...das raízes nascem os braços que se enlevam uns nos outros...e mesmo no silêncio, entrelinhas e entre corações, o Amor fala mais alto.


:)

Escutador de Almas disse...

Aqui a amêndoa amarga torna-se amêndoa doce!

* hemisfério norte disse...

uhau!!!
adorei o teu espaço, ainda bem q me visitaste, afinal pertencemos ao mesmo distrito. :)
beijos
ana

João C. Santos disse...

quando se sente está tudo dito...

O Profeta disse...

Hoje o céu desceu em beijo à terra
Hoje acordei com os sinos a tanger
Um manto de cristal e fino orvalho
Ajudou mais uma flor a nascer

Cada gota prende um suspiro
Descem do celeste em doces canções
A terra prende-me o sonho
Em manto de contradições

Boa semana


Mágico beijo

Walter disse...

Doces palavras as tuas, tão doces quanto o sentimento que pulsa nelas!
walter

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Apenas sinto! e é claro ouço este belo fado.
Fiz postagem nova, se tiveres tempo apareça por lá.Um grande abraço

Fernando Rozano disse...

sentir, expressão plena da vida. abraços.

M. disse...

estou numa de ginástica mental para te comentar, assim sem me ver ao espelho. mas é díficil.. aquela pulseira é igual à minha e aquele peito..bem, eu provo-to mesmo diante dos olhos.. é que também parece o meu chão.

é a vida.

e retiro-me

apenas sentindo

Crystal disse...

Su, pelo menos por momentos é fundamental que assim seja. Se não ouvirmos a voz que se eleva, quase nos esquecemos que estamos vivos…um beijo para ti

Escutador de almas, de tudo um pouco, sempre! Bj

Ana, que bom que gostaste. Eu tb gostei que tivesses vindo. Beijo doce para ti

João: Tudo mesmo!


Profeta, começo a habituar-me ao sonho constante das tuas palavras…Tudo de bom para ti tb.


Walter, beijo


Martha, daqui a pouco estou lá.Beijinho


Fernando, tens um blog interessantíssimo. Gostei muito que viesses, obrigada.

m. Quando sentes, dizes-me tudo…

AugustoMaio disse...

Muito bem dito: o nada que tanto (tudo) diz...

quanto pesa o vento? disse...

simplesmente adorei!

 
©2009 Amêndoa Amarga | by TNB